Pesquisar neste blog

 


ARQUIVOS

Agosto 2012

Março 2008

Novembro 2006

Outubro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004


POSTS RECENTES

Cancro - Português ajuda...

Ferraris Falsos

O Português que foi admit...

O MEL E A CANELA

Último dia de trabalho do...

ANEDOTAS

Enganos

Funcionária da TAP

Coisas de Psicólogo

Para rir um pouco..


ÚLT. COMENTÁRIOS

Para quando?
gostaria de saber as medidas certas para se tomar ...
Achei uma gracinha todos estss comentários. Realme...
amei!!!!!!!!!!!!!!kkkkkk quem fala o que quer... e...
Carissímos senhores,já não posso pedir desculpas p...


POSTS MAIS COMENTADOS

51 comentários
6 comentários
5 comentários
4 comentários
blogs SAPO
Terça-feira, 12 de Outubro de 2004

TRABALHO NA SONAE

Um dia, Belmiro de Azevedo contratou um trabalhador e colocou-o a abrir rasgos na terra. Deu-lhe um horário de trabalho das 8:00 às 17:00 horas. Certo dia, Belmiro de Azevedo vendo o seu colaborador, achou que, este, trabalhava pouco. Então sugeriu-lhe o seguinte: - Ó colega, já que você tem duas mãos, com uma você cava e com a outra vai regando. Olhe, e já agora, começa a vir das 7:00 até ás 18:00 horas. No outro dia, Belmiro de Azevedo olhou para o seu colaborador e achou-o pouco produtivo, outra vez. Então sugeriu-lhe: - Ó colega, já que você tem uma boca, podia enchê-la de sementes e enquanto com uma mão cava e com a outra rega, podia cuspir as sementes. Já agora começa a trabalhar ás 6:00 e termina às 19:00 horas. Em outro dia, Belmiro de Azevedo, achou que o seu colaborador deveria trabalhar enquanto fosse dia. Portanto sugeriu-lhe que o seu trabalho passasse a ser das 5:00 às 22:00 horas. E assim foi. Um dia quando o pobre trabalhador voltava a casa, do trabalho,viu a sua esposa com outro homem na cama. Chorou, chorou, chorou vezes sem conta até que a sua esposa e o amante desesperados com aquela situação, tentaram-no consolar, perguntando-lhe porque chorava ele assim tanto. Ao que,ele, respondeu: - Se o Belmiro de Azevedo descobre agora que eu tenho 2 cornos, coloca-me lá umas lanternas e põe-me a trabalhar à noite.
  

go_up.gif  Voltar ao topo

Publicado por: Ferreira Santos às 21:18
link do post | Comentar | favorito