Pesquisar neste blog

 


ARQUIVOS

Agosto 2012

Março 2008

Novembro 2006

Outubro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004


POSTS RECENTES

Cancro - Português ajuda...

Ferraris Falsos

O Português que foi admit...

O MEL E A CANELA

Último dia de trabalho do...

ANEDOTAS

Enganos

Funcionária da TAP

Coisas de Psicólogo

Para rir um pouco..


ÚLT. COMENTÁRIOS

Para quando?
gostaria de saber as medidas certas para se tomar ...
Achei uma gracinha todos estss comentários. Realme...
amei!!!!!!!!!!!!!!kkkkkk quem fala o que quer... e...
Carissímos senhores,já não posso pedir desculpas p...


POSTS MAIS COMENTADOS

51 comentários
6 comentários
5 comentários
4 comentários
blogs SAPO
Sábado, 16 de Julho de 2005

TEXTO DE ARTUR DA TÁVOLA

Amor...Aos que não casaram,Aos que vão casar,Aos que acabaram de casar,Aos que pensam em se separar,Aos que acabaram de se separar,Aos que pensam em voltar...Não existem vários tipos de amor, assim como não existem três tiposde saudades, quatro de ódio, seis espécies de inveja. O amor éúnico, como qualquer sentimento, seja ele destinado a familiares,ao cônjuge ou a Deus. A diferença é que, como entre marido e mulhernão há laços de sangue, a sedução tem que ser ininterrupta.Por não haver nenhuma garantia de durabilidade, qualquer alteração no tom de voz nos fragiliza, e de cobrança em cobrança acabamos porsepultar uma relação que poderia ser eterna. Casaram. Te amo pra lá, te amo pra cá. Lindo, mas insustentável. O sucesso de um casamento exige mais do que declarações românticas. Entre duas pessoas que resolvem dividir o mesmo teto, tem que haver muito mais do que amor, e às vezes nem necessita de um amor tão intenso.É preciso que haja, antes de mais nada, respeito. Agressões zero.Disposição para ouvir argumentos alheios. Alguma paciência... Amor,só, não basta. Não pode haver competição. Nem comparações. Tem queter jogo de cintura para acatar regras que não foram previamente combinadas. Tem que haver bom humor para enfrentar imprevistos,acessos de carência, infantilidades. Tem que saber levar. Amar, só,é pouco. Tem que haver inteligência. Um cérebro programado para enfrentar tensões pré-menstruais, rejeições, demissões inesperadas,contas pra pagar. Tem que ter disciplina para educar filhos, dar exemplo, não gritar. Não adianta, apenas, amar.Entre casais que se unem visando à longevidade do matrimônio temque haver um pouco de silêncio, amigos de infância, vida própria, um tempo pra cada um. Tem que haver confiança. Uma certa camaradagem, às vezes fingir que não viu, fazer de conta que não escutou. É preciso entender que união não significa, necessariamente, fusão. E que amar, "solamente", não basta. Entre homens e mulheres que acham que o amor é só poesia,tem que haver discernimento, pé no chão, racionalidade.Tem que saber que o amor pode ser bom, pode durar para sempre, mas que sozinho não dá conta do recado. O amor é grande, mas não édois. É preciso convocar uma turma de sentimentos para amparar esse amor que carrega o ônus da onipotência. O amor até pode nos bastar,mas ele próprio não se basta.Um bom Amor aos que já têm!Um bom encontro aos que procuram!E felicidades a todos nós!TEXTO DE ARTUR DA TÁVOLA
  

go_up.gif  Voltar ao topo

Publicado por: Ferreira Santos às 21:49
link do post | Comentar | favorito
15 comentários:
De marta a 21 de Janeiro de 2006 às 18:00
jamais me canço de ler os textos deste grande escritor.tomara conheçe-lo pessoalmente....
beijão!
De M.H.R. a 8 de Novembro de 2005 às 15:53
COMO SEMPRE,ADOREI O TEXTO.ACHEI GRAÇA DA AMANDA DIZER PARA O SR.SE CASAR COM ELA.SE EU FOSSE A SUA MULHER,PEGARIA O ENDEREÇO DELA E EU SEI O QUE FARIA COM ELE.MAS A VERDADE É QUE O SR.TEM AFINIDADE COM TODAS AS MULHERES.ESVREVE O QUE A GENTE PENSA,SENTE,QUER.CASAMENTO E AMOR SÃO SEM DÚVIDA COMO ESTÁ NO TEXTO.É O ÚNICO MODO DE DAR CERTO.O SR. VAI NO PONTO.COMO TENHO INVEJA DE QUEM SABE PÔR NO PAPEL AS COISAS QUE PENSA,QUE SENTE,COM TANTA PROPRIEDADE.PARABENS MAIS UMA VEZ.MARIA HELENA
De Bety a 20 de Outubro de 2005 às 00:53
Adorei o texto, gostaria de saber a referência, se tem em livro, de que ano, enfim tudo sobre o texto... Parabéns pela escolha
Bety
De Amanda a 11 de Setembro de 2005 às 23:12
tenho lido alguns textos deste autor...e simplesmente só posso dizer que se o Sr não for casado...case comigo!!!lol nunca pensei que um homem pudesse pensar da mm forma que eu...afinal ainda à esperança para o género masculino! caso o autor esteja interessado em dar aulas aos jovens machos-latinos...passe por Portugal vai ver que trabalho e alunos não lhe irão falta!!!existe mm uma necessidade muito grande de mudar mentalidades...a 1ª coisa a exterminar é realmente o amor de "cinderela" pois no conto de fadas não se sabe como o jovem e feliz casal sobrevive à rotina de contas pa pagar...à correria do dia à dia...ao stresse...às pequenas frustrações...às reclamações do chefe, da sogra, da mãe dos filhos do conjûge...à birras das crianças na fila do supermercado...enfim à vida real... amor só não basta mesmo...tem de haver amizade, companheirismo, sentido de humor, tolerância e muita muita paciência!!!
De elsita a 9 de Agosto de 2005 às 11:43
Eu sei que este espaço é para fazer comentários, mas fiquei sem eles... adorei teu blog.. tomara eu saber fazer do meu um parecido com o teu...
Adorei o artigo... diz tudo...
visita: http://umaalmaescondida.blogs.sapo.pt

Comentar post